Variedades | 03/05/2019

Porto de Imbituba exporta 5 mil cabeças de gado para a Turquia



O Porto de Imbituba, no Sul do estado, enviou cinco mil cabeças de gado para o Porto de Iskenderun, na costa mediterrânea da Turquia, na quarta-feira (1°). A ação foi considerada recorde em número de animais já exportados pelo terminal, segundo o Governo do Estado. A operação durou cerca de 13 horas. Os animais foram comprados de aproximadamente 200 propriedades rurais.

Atualmente a Turquia é o país que mais importa bois vivos do país. Por motivos político-econômicos e também religiosos, a população muçulmana segue regras específicas de alimentação em respeito as tradições islâmicas.

A fiscalização e certificação foram feitas por servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).

Normas
Uma das normas técnicas para a exportação de bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos vivos é que o Estabelecimento Pré-Embarque (EPE) esteja a no máximo 8h de viagem do porto. O EPE de Imbituba fica a 15 minutos da área portuária.

Os animais também precisam ficar em quarentena durante 21 dias para que seis doenças sejam testadas, como a brucelose e tuberculose. As exigências sanitárias variam de acordo com o país de destino da carga.

Por se tratar de carga sensível, a autoridade portuária prioriza as portarias e balanças para esta operação. Além de questões sanitárias, também é fiscalizado o cumprimento de pré-requisitos de bem-estar animal, para evitar maus tratos aos animais.

De acordo com o governo, o Porto de Imbituba é o único em Santa Catarina que realiza a exportação de cargas vivas. O primeiro lote de terneiros foi embarcado em maio de 2016. Na ocasião, 4,2 mil bovinos foram enviados à Turquia.

 

Foto: Amanda Cristhie/Divulgação


teste