Saúde | 20/04/2020

Supermercado no bairro Campeche é interditado para desinfecção após funcionário ser diagnosticado com coronavírus



Um supermercado de Florianópolis foi interditado na manhã deste domingo (19) após um funcionário ser diagnosticado com coronavírus. De acordo com a prefeitura da Capital, o estabelecimento, localizado no bairro Campeche, ao Sul da Ilha, poderá ser reaberto após a empresa providenciar a desinfecção do ambiente. Outras três pessoas que trabalham no local estão com a suspeita da doença. Todos os funcionários estavam afastados, segundo informado pela prefeitura.

Florianópolis tem 224 casos confirmados e três mortes pela doença. O uso de máscaras de tecido passou a ser obrigatório na cidade desde o dia 17 de março. Quem não estiver usando o item de proteção, poderá ser barrado nos estabelecimentos. Os locais que permitirem a entrada de clientes que não estejam usando máscaras poderão ser multados e interditados pela Vigilância Sanitária do município.

No início deste mês, outro supermercado da capital precisou ser fechado após três funcionários terem sido diagnosticados com Covid-19.

Contraponto
Em nota, o Fort Atacadista afirmou que a unidade do bairro Campeche começou a ser desinfectada neste domingo após a confirmação do caso de Covid-19 e que o funcionário diagnosticado, assim como os outros três com a suspeita da doença, já estavam afastados das atividades.

A empresa disse ainda que assim que houve as suspeitas, bem como a loja já havia sido desinfectada, conforme protocolos internos, no momento do afastamento há 8 dias.

A direção afirmou ainda que tem limitado o número de clientes, tem feito a desinfecção de carrinhos e cestas e disponibilizado álcool gel para clientes e funcionários desde o início da pandemia, conforme as recomendações.

Segundo a empresa, o supermercado será reaberto quando a higienização for finalizada e houver autorização da prefeitura.